Comunica Ciência realiza segundo encontro de jornalistas e pesquisadores

O evento discute divulgação científica em Minas Gerais por meio de mesa-redonda, palestras e oficinas de capacitação

Por Amanda Marques

 

Nos dias 26 e 27 de junho, foi realizada a segunda edição do Comunica Ciência Encontro Mineiro de Pesquisadores e Jornalistas, organizado e promovido pela Diretoria de Comunicação Social (Dirco/UFU), com apoio da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (Propp/UFU) e da Fundação Rádio e Televisão Educativa de Uberlândia (RTU). O encontro anual foi realizado no bloco 5S da Universidade Federal de Uberlândia e recebeu submissão de trabalhos de estudantes de diferentes universidades de Minas Gerais, além da colaboração de pesquisadores e jornalistas de diferentes áreas.

Cópia de DSC_0155
Segunda edição do Comunica Ciência traz oficinas de capacitação e agrada público. Foto: Amanda Marques.

O evento contou com uma mesa-redonda no primeiro dia, com a cientista da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Zélia Ludwig e o jornalista da Folha de S. Paulo, Reinaldo Lopes debatendo sobre os desafios da divulgação científica no Brasil. Durante a tarde, o anfiteatro do bloco 5S recebeu a oficina “Como engajar as pessoas por meio da comunicação da ciência”, com a jornalista do site “Meu Cérebro”, Daniela Malagoli. Enquanto no segundo dia, o anfiteatro abriu espaço para a “Oficina de Divulgação Científica em vídeo”, com o membro do Science Vlogs Brasil e youtuber do canal ComCiência Corporal, Guilherme Lui. Por fim, durante a tarde, foram apresentados 38 trabalhos ao longo de cinco sessões.

Segundo Diélen Borges, jornalista da Divisão de Divulgação Científica, da Diretoria de Comunicação Social (Dirco/UFU), e uma das organizadoras do encontro, o engajamento da comunidade interna e externa à UFU foi satisfatória. “Foram 240 inscrições e 38 trabalhos submetidos. São números bons, considerando que o evento é recente, ainda está em sua segunda edição”, celebra. Neste ano, o encontro acolheu também pessoas que vieram de fora de Uberlândia para assistir e apresentar trabalhos. “Recebemos trabalhos da Universidade Federal de Ouro Preto, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, do Instituto Federal e da Universidade Federal de Goiás”, conta Diélen. 

Cópia de DSC_0188
O encontro recebeu 240 inscrições de estudantes de diversos cursos da UFU e trabalhos de alunos de outras universidades. Foto: Amanda Marques.

O estudante de Jornalismo da UFU, Jonathan Dias foi monitor das duas edições do evento, além de apresentado trabalhos. Em 2019, sua apresentação foi intitulada “O Jornalismo científico sobre ciências da comunicação na revista pesquisa FAPESP”. O aluno avalia positivamente as experiências. “Eu gostei bastante do primeiro ano, pois foi uma novidade, era a primeira vez que um evento era destinado a discutir, debater divulgação científica, trazendo pesquisadores e jornalistas para conversar sobre suas dificuldades para falar de ciência”, comenta. “Mas prefiro a segunda edição, porque teve um caráter mais prático e integrador, além de não ter sido maçante como a anterior”. Para melhorar o evento, Jonathan acredita que é necessário “sair da bolha social” e trazer mais pesquisadores e pessoas que não estejam tão envolvidas com divulgação científica, além de agregar professores de escolas que trabalhem nesse sentido.

Cópia de DSC_0189
O youtuber do canal ComCiência Corporal, Guilherme Lui, deu dicas de gravação e edição de vídeo na oficina de “Divulgação científica em vídeo”. Foto: Amanda Marques.

Ao final de cada encontro, os participantes respondem a uma rápida pesquisa, dando sugestões para melhorias, como explica Diélen. “Algumas coisas que funcionaram bem na edição passada foram mantidas, além de aplicar propostas recebidas no ano passado. Em 2018, foi um dia inteiro de palestras, o que o público achou cansativo. Por isso, neste ano foi feita uma manhã de palestra e debates”. Ela conta que uma das sugestões recebidas nesta edição, e que será avaliada pelos organizadores do evento, é incluir atividades feitas com a comunidade, para que o debate não seja feito apenas entre pesquisadores e jornalistas.

A curto prazo, Diélen afirma que o evento será mantido na UFU, pois o objetivo principal é fortalecer a comunidade científica e jornalística da região, especialmente nas cidades em que a universidade está inserida, mas que demais universidades e instituições de ensino são convidadas a participar. “Acredito que, a cada ano, o evento vai crescendo a partir da divulgação de quem participou e gostou”, declara, referindo-se a declarações como a de Jonathan. “Gostei muito do encontro e recomendo não apenas para quem faz divulgação científica, como também para quem gosta de ciência, no geral”, afirma o estudante.

Os trabalhos submetidos e apresentados podem ser conferidos no site do evento, juntamente com o cronograma da edição.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: