Estudantes relatam dificuldades com o auxílio moradia

Os alunos recebem atualmente o complemento de R$ 400

Por Felipe Melo

Muitos estudantes saem de suas cidades e abdicam de suas famílias para viverem o sonho e a experiência de estudar em uma faculdade. Na Universidade Federal de Uberlândia não é diferente. Vários destes jovens encontram-se em dificuldades financeiras, e a UFU oferece a eles ajuda de custo, por meio do programa de auxílio moradia. Porém o amparo não é suficiente para os beneficiados se manterem na universidade. Um deles é André Silva Fernandes, da cidade mineira de Frutal, e que está no segundo semestre de Ciências Sociais. “Eu vim para cá só porque consegui o auxílio, pois minha mãe não teria condições de me manter aqui”,conta.

Atualmente, o plano denominado como Bolsa Moradia, fornecido pela UFU do Triângulo Mineiro, contempla nos campi de Uberlândia aproximadamente mil estudantes universitários. O programa é coordenado pela Divisão de Assistência e Orientação Social (DIASE), sediado no campus Santa Mônica e o valor pago aos estudantes é de R$ 400 mensais.

Segundo relatos dos beneficiários do auxílio, um estudante dificilmente consegue viver apenas com ele. “O estudante tem os R$ 400 para o auxílio moradia, mas ele tem que arcar com as outras coisas. Além do próprio aluguel, existem os custos com produtos de limpeza, higiene, alimentação”, relata Nayara Francesquini Matheus, 25, discente de Ciências Sociais, que está em seu primeiro ano em Uberlândia, oriunda da cidade de São José do Rio Preto, interior do Estado de São Paulo, e uma das estudantes contemplada pelo auxílio.

No momento Francesquini mora com alguns amigos, porém está à procura de um apartamento. Ela salienta que o valor pago pela bolsa não é suficiente. “Estou procurando apartamento. 400 reais é um dinheiro que ajuda mas creio que não será esse valor que eu vá gastar. Vou precisar inteirar no apartamento novo e gastar um pouco mais.”

A alimentação da maioria dos estudantes contemplados pelo auxílio é por meio do Restaurante Universitário. Nos dias em que está fechado, como nos jantares de sábado e nas refeições de domingo e feriados, os estudantes devem buscar outras alternativas para a alimentação. “Por não me alimentar em casa, faço poucas compras. Nos dias em que o Restaurante está fechado, compro algo mais barato, como miojo, por exemplo” declara Fernandes.

Sobre o valor pago aos estudantes, o coordenador da DIASE, Paulo Sérgio da Silva, explica que “existe um estudo de dados feito para se chegar a essa quantia. O Fórum Nacional de Pró-Reitores de Assuntos Estudantis (Fonaprace), em que todos esses dados são exaustivamente pesquisados”. Ele reforça que a função da “bolsa é apenas um complemento para ajudar o estudante na manutenção dele na universidade”.

3 teste
Prof. Dr. Paulo Sérgio, coordenador da PROAE, explica como funciona a bolsa auxílio. Foto: Caroline Soares

Todavia, mesmo com a consciência da função da não subsistência, mas de um complemento em ajuda para cursar a faculdade. Há também o relato da demora no pagamento da bolsa após aprovação em edital, o que se revela como motivo de chateação dos estudantes. “Eu consegui a bolsa apenas no segundo semestre. No primeiro semestre foi bem difícil de me manter. Além que eu não consigo trabalhar devido ao meu curso ser integral”, aponta Fernandes.

A possibilidade de o auxílio continuar no mesmo valor nos próximos anos é grande, uma vez que não há perspectivas de novos investimentos educacionais para mudar este cenário. Vale lembrar que atualmente a UFU recebe anualmente do Plano Nacional de Assistência Estudantil (PNAES), órgão governamental que tem por intuito garantir a permanência dos estudantes de baixa renda na universidade, em torno de R$ 12 milhões para garantir as bolsas assistenciais. “O aumento do valor do auxílio dado aos estudantes depende da liberação dos recursos Pnaes. Hoje a gente não consegue subir esse valor”, justifica da Silva.

BOX

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: