UFU promove atividades de conscientização no Setembro Amarelo

Ações são voltadas para a atenção à saúde mental e prevenção ao suicídio

Por Amanda Marques

Iniciada em 2015 pelo Centro de Valorização da Vida, do Conselho Federal de Medicina e da Associação Brasileira de Psiquiatria, a campanha Setembro Amarelo é uma ação de prevenção ao suicídio. Durante o mês, a Universidade Federal de Uberlândia (UFU), realizou diversas atividades de apoio e discussão sobre saúde mental. Dentre elas, o evento “Pergunte a um(a) cientista”, que aconteceu no Parque do Sabiá, no domingo (23), uma iniciativa da Diretoria de Comunicação Social da UFU em parceria com o grupo de comunicação Via Saber, vinculado à Universidade de São Paulo (USP).

O evento aconteceu pela primeira vez em Uberlândia e contou com a participação de Mariana Hasse e Karina Do Valle Marques, professoras da Faculdade de Medicina (Famed/UFU), Ricardo Wagner Machado da Silveira, professor do Instituto de Psicologia (IP) e Walter Cury Anna Júnior, psiquiatra do Hospital de Clínicas da UFU. Para Ricardo Silveira, o evento foi importante por promover a aproximação entre a população externa e os profissionais da universidade, já que esclareceu dúvidas que outras fontes de informação podem não ser capazes de suprir. “É fundamental ter tempo para conversar com calma, com a profundidade e esclarecimento necessários para que não haja distorções em relação aos transtornos mentais e seus tratamentos”, declara Silveira.

Pergunte a um(a) cientista
O evento contou com a colaboração de profissionais da saúde e participação da comunidade. Foto: Marco Cavalcanti.

Além do evento no parque, a Diretoria de Qualidade de Vida do Estudante da Pró-Reitoria de Assistência Estudantil (Dirve/Proae) da UFU, promoveu entre os dias 10 e 14 de setembro, o evento “Mês para a Vida UFU – Setembro Amarelo 2018”, em todos os campi da universidade. Nele, foram realizadas atividades como palestras, mesas-redondas, minicursos, decoração de lugares estratégicos e distribuição de fitas amarelas – símbolo nacional da campanha, além de apoiar demais ações desenvolvidas por estudantes e servidores da universidade.

A psicóloga da Divisão de Saúde (Disau), Daniela Ramos, destaca a importância da universidade na campanha ao levar informações para além da comunidade acadêmica. “O suicídio hoje é visto como um problema de saúde pública e é uma das principais causas de morte entre jovens. Precisamos levar à comunidade que o suicídio tem prevenção e a Divisão de Saúde coloca-se à disposição para atendimento”, esclarece Ramos.

Origem da campanha

O mês de setembro foi escolhido para a campanha, porque o dia 10 de setembro é o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio, por iniciativa da International Association for Suicide Prevention (IASP). A ideia é promover eventos que abram espaço para debates a respeito do tema e alertar a população para a importância de sua discussão.

No Brasil, os números de suicídio são alarmantes. Segundo pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Psiquiatria, a cada 40 segundos, uma pessoa morre por suicídio, sendo que no país são registrados 12 mil mortes a cada ano. Os dados da mesma pesquisa indicam que o suicídio representa 1,5% das causas de morte, sendo a segunda principal causa entre jovens de 15 a 29 anos no mundo.

suicidio- ministério da saúde
Fonte: Ministério da Saúde.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: