UFU DISPONIBILIZA CURSOS DE IDIOMAS

Dentre as línguas ofertadas estão inglês, francês, espanhol e alemão

Por Cassiana Batista

Os cursos de idiomas têm o objetivo de capacitar os alunos para o conhecimento da língua estrangeira, gerando uma vida acadêmica e profissional mais ampla. A proficiência em línguas, no meio acadêmico e profissional, amplia e facilita a comunicação e as relações,além de ser indispensável nos programas de mobilidade internacional. Existem dentro da UFU vários cursos que oferecem a oportunidade de aprender um novo idioma, entre eles a Central de Línguas (Celin), o Idiomas sem Fronteiras (IsF) e sua extensão, o My English Online (MEO).

Cópia de Cursos de Idiomas
Legenda: Aprender um novo idioma é essencial para o futuro profissional. Foto: Cassiana Batista.

O IsF, hospedado no âmbito da UFU pelo Instituto de Letras e Linguística (ILEEL), é uma iniciativa da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Ensino de Nível Superior (CAPES), ligada ao Ministério da Educação. O programa foi elaborado com o objetivo de proporcionar oportunidades através das bolsas de mobilidade estudantil. Atualmente, realiza testes de proficiência, como o TOEFL ITP (Teste de Inglês como uma Língua Estrangeira) e TOEIC (Teste de Inglês para Comunicação Internacional), testes de nivelamento e cursos presenciais nas instituições parceiras. Dentro da UFU, o programa conta com 747 estudantes presenciais.

O TOEFL ITP é uma prova que tem como objetivo avaliar a capacidade dos alunos para intercâmbio e traçar o nível de inglês dos cursos de ensino superior brasileiros, viabilizando possibilidades de internacionalização e convênios com universidades no exterior. O certificado é válido por dois anos a partir da data de realização do teste. A proficiência em língua inglesa é analisada em três âmbitos:  o da compreensão auditiva, estrutura e expressão escrita e habilidade de leitura.

O coordenador geral da Celin, Sérgio Marra de Aguiar, afirma que saber outros idiomas, principalmente a língua inglesa, é essencial no mercado de trabalho: “O inglês passou de um diferencial para um pré-requisito.” Além disso, em função da internacionalização, ter fluência em um segundo idioma se torna  importante para os alunos participarem da mobilidade internacional.

Cecília Braga, estudante de Direito, é fluente em inglês e estudou francês na Central de Línguas. “Falar uma ou mais línguas estrangeiras tornou meu currículo muito melhor e possibilitou o meu ingresso em uma multinacional, onde preciso me comunicar frequentemente com pessoas que não falam português.” A estudante fez um intercâmbio de férias no Canadá, conheceu outros países e afirma que o inglês foi fundamental para suas experiências serem completas.  

Ana Clara Albuquerque, graduanda em Letras, está fazendo intercâmbio em Portugal, estudou alemão da Central de Línguas tirou o certificado em inglês pela UFU. A estudante afirma: “A segunda ou terceira língua facilita a comunicação e ajuda em tudo, principalmente para fazer novas amizades e viajar para outros países”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: