Aiesec recebe inscrições para intercâmbio durante as férias

Instituição oferece três modalidades de estágio em outros países

Karen Muniz

Estudantes estrangeiros em intercâmbio na UFU no último semestre. (Foto: Thiago Crepaldi)

A Aiesec está com inscrições abertas para estudar e trabalhar fora do Brasil. Apesar de ser possível se registrar  na entidade durante todo o ano, aqueles que desejam fazer a viagem entre as férias de dezembro de 2017 e janeiro de 2018 devem se inscrever no site até o final de novembro.

A associação disponibiliza três programas: o Talentos Globais, um estágio em empresas de médio e grande porte por seis meses a um ano; o Voluntário Global, não remunerado; Empreendedor Global, para estagiar em startups internacionais. Estes dois últimos podem ser realizados durante um intervalo de seis a 12 semanas.

Segundo a presidente da Aiesec Uberlândia e estudante de Direito da UFU, Mariana Doncel, o escritório local envia cerca de 200 jovens para intercâmbio anualmente. A maior procura é para o programa Voluntário Global, cuja única exigência é possuir entre 18 e 30 anos de idade no período da viagem.

Vinícius Ribeiro, formado em Economia pela UFU, participou em 2014 do programa Empreendedores Globais e trabalhou por seis semanas em uma startup de consultoria em economia popular na Índia. Para ele, a experiência ajudou a definir os rumos de sua vida profissional: “Trabalhei com gente de vários países – México, Alemanha, China – e, tendo o contato com tanta diversidade, eu decidi que gostaria de seguir uma carreira internacional”.

De acordo com Doncel, a Aiesec prioriza como destino países em desenvolvimento na Ásia, África, América do Sul e leste europeu. A associação acompanha o intercambista desde antes da viagem, com workshops de preparação, até depois do retorno: “A Aiesec é mais que logística de viagem. A gente busca um crescimento dos jovens, o que chamamos de habilidades de liderança. Queremos que eles sejam protagonistas”, segundo a presidente.

A estudante de Direito da UFU, Estela Miriam, realizou um intercâmbio para o Peru mediado pela Aiesec em 2013 e afirma ter sido uma vivência transformadora: “O intercâmbio é uma experiência mais para formação pessoal do que acadêmica. Foi uma jornada de autoconhecimento e muito aprendizado”. A jovem participou do programa Voluntário Global e trabalhou por seis semanas como professora em uma ONG educacional para crianças em Lima, capital do país.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: